Category: Ao Sr. Sincero
Mulheres, carro não é salão de beleza!
admin | 6 de janeiro de 2011 | 10:16 | Ao Sr. Sincero | Nenhum comentário

Vou ser curto e grosso. Carro não é salão de beleza!

Se vocês mulheres, descendentes das fulanas que queimaram sutiã na praça, afirmam que podem dirigir tão bem, ou melhor, que nós homens e está aí uma coisa que duvido e confirmo todos os dias, por favor, pelo bem dos carros alheios, parem com essa idéia absurda de que podem dirigir e fazer mais três coisas ao mesmo tempo.

Isso é teimosia, hum…pensando bem é um comportamento feminino mas, vamos lá, vamos elucidar algumas verdades.

O Semáforo, sinal, aquilo que fica lá indicando as cores, não é só decoração. Quando ele fica verde eu quero passar e muitas vezes tenho que buzinar horrores porque uma dondoca resolveu passar maquiagem, retocar o que não tem jeito. Porque minha filha aprenda, mulher bonita precisa do básico.

Estes dias para meu desespero e de outros que estavam atrás de mim, o trânsito estava super lento e para a minha surpresa, vejo uma senhora fazendo a sobrancelha no sinal, isso mesmo! Ela parava, pegava a pinça e ficando tirando a sobrancelha, pensa se via o sinal abrir??? Depois eu que sou estressado.

E nem me venham com essa de que não tem tempo pra nada, porque tem casa, filhos, marido. Vocês propagam que são tão boas, então levantem de madrugada, façam sua maquiagem, seu cabelo e parem de usar o carro para esses fins!

E também não usem isso como desculpa para andarem de qualquer jeito, porque marido desiludido é porta aberta para amantes. Tenho dito!

Sr. Sincero.

Ps: Para reclamações, elogios ou pedidos de casamento mandem email para sincero@ameliasmodernas.com.br

Cara leitora,
admin | 17 de agosto de 2010 | 14:58 | Ao Sr. Sincero | Nenhum comentário

É com muito prazer, na verdade com invejoso múltiplo prazer que inicio esta missiva no intuito de responder à seguinte pergunta feita por uma seguidora do Amélias Modernas: Como diferenciar, o Comedor, do Pegador, do Amor. Difícil questão vamos a ela. Difícil ainda mais a resposta, porque a cada dia que passa os homens estão se especializando, melhorando suas táticas da cretinice e da esculhambação.

Tem amigo meu namorando sério há mais de quatro anos e que vez ou outra diz para outras meninas que ele está solteiro, para sair comendo por aí. Marmita por marmita, fique com a já conhecida, é sempre meu conselho para meus amigos puladores da boa e velha cerca do matrimônio ou do relacionamento sério. Contudo, como se percebe, a cafajestice é um dom que todos os homens, eu disse todos, aprendem de alguma forma mítica e mágica, ainda no útero da mãe. A grande pergunta é: Porque alguns homens desenvolvem estas táticas e outros não? Isso vai muito do caráter da figura e como a psicologia já nos ensinou bem, o caráter é formado até os nove anos de idade, depois disso, um beijo e um queijo – como dizemos em Minas Gerais, o que – em linhas gerais – quer dizer acabou, baubau, fudeu! O cara tem que decidir se vai ser um Amante verdadeiro, um Pegador ou um Comedor.

O Pegador é o cara que logo na adolescência percebeu que tinha características que chamava atenção das meninas, o cabelo, a voz, o estilo, a falta de estilo, o tamanho do pênis fazendo um volume na calça, um sorriso, um toque no violão ou até mesmo saber cantar Faroeste Caboclo, enfim, tudo isso pode fazer de um idiota de quinze anos, um garoto popular. Em ultimo caso o cara pode realmente ser muito bonito e isso também ajuda. Uma vez percebido pelo cafajeste em potencial, ele vai testar suas armas, fazendo charme, chamando a atenção e quando conseguir a primeira ele não vai se contentar, vai querer mais e mais e mais, mas, ele no fundo é mirim e não sabe como lidar com seu ar de galã e acaba por meter os pés pelas mãos, é ansioso e antes de comer, perde a fome, ou o garfo ou a faca, ou a rã inteira. Resultado, volta para casa sem rã e se acaba na mão. Quando se tem quinze anos é louvável, mas o pior é que esse crápula continua a fazer isso até os quarenta e cinco geralmente, repetindo o mesmo sistema repetidas vezes. Ele é um péssimo administrador, ao contrario do Comedor.

Este sim sabe administrar uma situação, ele consegue comer a rã sem mesmo ter que pegar antes. Tem pegada, chega junto, é respeitoso, inescrupuloso, finge que gosta, ou pior, finge que ama e desta forma ama várias. Como domina a arte da administração, consegue pegar as irmãs da mesma família sem que uma saiba da outra, ele tem objetivo e foca no que quer: sua rã. Ele é obstinado e vai conseguir exatamente o que quer. É um cafajeste de alto grau, não se apaixona nunca, ou quase nunca, é inteligente e sai antes de se apaixonar. É amiguinho, quase gay, aprendeu que ser amigo e ouvir a mulher aproxima mais a rã à sua boca – Não se esqueça, ele vai comer e você vai gostar. Este tipo sabe exatamente seguir o desejo da mulher, se é uma mandona, ele é o subalterno, se é a devassa ele é o gostoso, se ela é a professora ele se transforma em aluno em dois segundos. O que fica deste relacionamento? Um gozo no dia anterior, tão ontem como se fosse anteontem.

Não passa disso, repeteco só se a sua rã estiver muito temperada. Sim! Além de cafajeste e fazer seu jogo ele é exigente e não costuma frequentar o mesmo restaurante duas vezes, ou seja, você! Por fim, ele costuma usar a Regra de Ouro da conquista, a Lei do Compasso; Se ele te comeu, você é o eixo, onde o compasso foi fincado, a circunferência ao seu redor será a área de ataque dele, portanto, ele comerá as rãs mais próximas de você e quando vocês se encontrarem novamente, ele estará falando as mesmas coisas para conquistar sua vizinha. Já o amante verdadeiro, este é raridade embora exista de fato. Para encontrá-lo não basta ter paciência, tem que perseverar!

Beijos cafajestes,

Sr. Sincero